#Resenha - Um Gato de Rua Chamado Bob

Bom dia amigos... tudo bom? espero que sim :)
Depois de uns dias, posso resenhar sobre o livro que estava ansiosa para ler... acabei de acabar...rs
Primeiramente o que posso dizer é que... ameeeei!! Recomendo com certeza, vocês vão amar, principalmente quem ama gatos - vai se identificar com muitas peraltices e espertezas do Bob.

James Bowen é um jovem rapaz inglês, nasceu em Inglaterra em 1979. Depois do divórcio dos seus pais, ele se mudou, com sua mãe e seu padastro para Austrália. Sua vida familiar sempre foi muito tensa e com constantes mudanças de casa, o que o levou a não se adaptar nas diferentes escolas pelas quais passou. O garoto-problema, que era frequentemente vítima de bullying, logo começou a usar drogas. Mais tarde recebeu o diagnóstico de TDA/H, esquizofrenia e distúrbio bipolar. Aos 18 anos, voltou para Inglaterra para viver com sua irmã, mas não se adaptou e passou a viver nas ruas da cidade ou em abrigos. 

Contudo, em 2007, algo mudaria em sua vida...um ser alaranjado de olhos brilhantes fizera seu mundo dar uma volta de 360 graus - um bom motivo para acordar todos os dias. Quando James encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Ele estava lutando para se livrar da heroína e a última coisa que ele precisava era de um animal de estimação - pensava ele - No entanto, como já era apaixonado por gatos, pois tivera um quando era criança e o fez lembrar disso, ajudou o gato alaranjado, aparentemente da rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks - uma série de tv).

Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James mandou-o embora pois não tinha condições de ficar com ele, já sofria para ter o que comer, imagina com mais uma boca para alimentar! Porém, Bob tinha outras ideias para eles. 
"Todos os dias, eu o deixava do lado de fora. Todas as noites, quando voltava das apresentações de rua, eu o encontrava esperando por mim, do lado de fora, em um beco ou - caso alguém houvesse deixado ele entrar durante o dia no prédio - sentado no tapete do lado de fora do meu apartamento. Ele não pretendia ir embora, isso era óbvio"

Mas, num certo dia, Bob segue James até o ponto de ônibus e não o larga mais... subiu rapidamente e se jogou no banco com seu nariz colado ao vidro para ver a multidão do lado de fora.
Nesse mesmo dia, James o convidou para ir ao seu colo, porém Bob, saltou em seu ombro e se acomodou ali, como se já estivesse acostumado. 
Quando James chega a Convet Garden, andando pelas ruas com um gato alaranjado nos ombros, só era atenção para eles... James nunca tivera tantos olhares assim. Bob seria a atração? Não era comum nas ruas de Londres alguém andar com um gato e principalmente nos ombros. Eles paravam a cada passo, em cada esquina, pois as pessoas queriam ver de perto, mexer em Bob, fazer perguntas. Para James foi um dia especial. Ficou até sem jeito, pois nesse dia ele ganhou tantas moedas em libras como nunca tivera ganho em muitos dias de trabalho.

Bob, tornou-se um animador nas ruas de Londres e assim, os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas - e, algumas vezes perigosas - iriam transformar suas vidas e curar, lentamente as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Ter Bob com James, lhe deu a oportunidade de interagir melhor com as pessoas, tinha por quem viver e lutar. Não era apenas por uma companhia, era amor como de um pai para um filho.
O livro retrata muito bem o companheirismo do Bob com James, ele era especial, mas quando lia cada página, pude perceber o sofrimento que James passou. Viver nas ruas não foi nada fácil e livrar-se das drogas ainda mais. Em alguns trechos ele comenta de sua vida e as injustiças que passou, mesmo com Bob ao seu lado.

Mas, como o amor supera tudo... leia o livro e você compreenderá que tudo na vida é possível, basta ter atitude e querer fazer, querer mudar, querer dar um passo a mais. Surpreenda-se com esta história verídica , emocionante e apaixonante.

"Ele era um morador de rua e sem qualquer esperança... 
até que encontrou um gatinho cor de laranja"




2 comentários:

Leticia disse...

Oi, tudo bem?
Ah estou louca para ler este.
Em se tratando de uma história real então e que tenha animais, é comigo mesmo. Gosto geralmente de histórias que contenham cachorros, mas me encantei com sinopse quando vi.
Que bom que gostou, nunca vi ninguém dizer que não tenha gostado.

beijos
livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

Ana Paula disse...

Eu já tinha gostado quando assisti a uma pequena reportagem sobre o moço e seu gato, mas agora lendo a tua resenha, apaixonei!
já está na minha listinha de leituras!
Beijo